Cerveja com café: 9 rótulos para ficar ligadão!

Para a maioria das pessoas café e trabalho são inseparáveis. Afinal, a capacidade estimulante da bebida ajuda a começar o expediente e se manter desperto por horas e horas. Já a opção de bebida em um happy hour costuma ser a cerveja, pois esta ajuda a relaxar após a execução de tarefas ou ao fim de um expediente. Mas e se a gente pudesse unir cerveja com café?

Sim, cervejas que usam o café com um dos ingredientes existem e são uma delícia. Mesmo marcas que hoje pertencem a grandes cervejarias tem ou tiveram suas versões. A Colorado com café chama-se Colorado Demoiselle e é produzida até hoje. Já a Baden Baden com café era chamada de Baden Baden Kaffee, e foi lançada em 2007 como edição limitada, não sendo mais fabricada. Ou seja, não é algo tão estranho assim.

Claro, a ideia aqui não é usar a cerveja no café da manhã – apesar de ser possível e até uma tradição no Sul da Alemanha! Mas sim unir os sabores do ingrediente no processo de fabricação. Isso passa pela escolha do melhor estilo de cerveja, o melhor café e o método de inserção.

É preciso lembrar que cervejas escuras, que usam maltes torrados, já lembram naturalmente café. O aroma aparece da alta torrefação do malte que vai na receita. Então, quase que logicamente, há uma tendência maior em usar esses estilos (Porters, Stouts, Schawarzbier, Munich Dunkel, Russian Imperial Stout, etc). Mas nada impede de se fazer a mistura com cervejas claras. Aliás, na minha opinião, são as melhores.

O café selecionado deve ter um sabor que combine com a cerveja. Além do tipo e região onde ele é cultivado, também é necessário avaliar qual o grau de torra empregado nele. E para colocá-lo na cerveja há diversos métodos. Cada cervejaria experimenta e escolhe o seu. Há quem o use coado, tirado como espresso, em grãos ou mesmo passado a frio. Cada combinação traz resultados diferentes.

Ah, uma pergunta que já me fizeram: cerveja com café faz mal? Não! Não há nenhuma contraindicação dessa mistura deliciosa.

E em comemoração ao Dia Internacional do Café (14 de abril), separamos alguns rótulos de cervejas com café como ingrediente. Confira:

Cerveja com café – Morada Hop Arabia

Vencedora da Medalha de Ouro no Festival Brasileiro da Cerveja 2015 em Blumenau (SC), está é a primeira cerveja colaborativa entre uma micro cervejaria e uma micro torrefação, ambas com conceito “specialty”. André Junqueira e Fernanda Lazzari da Morada Cia Etílica, formularam esta cerveja com café. Já a responsável pela escolha e preparo do café a ser utilizado na receita foi Carolina Franco de Souza, barista e provadora de cafés, do Lucca Cafés Especiais. Depois de todo processo, desde a visita à cervejaria, cupping para escolha do café, brassagem experimental, etc.  o resultado é esta bebida que reúne duas paixões nacionais: a cerveja e o café.

Cerveja com café - Morada Hop Arabia

Cerveja com café – UX Coffemaru

Trata-se de uma Russian Imperial Stout com café, cupuaçu e cumaru. Tem 12% de álcool e o café vem da fazenda Jardim das Oliveiras, que fica em Araponga (MG), sendo da variedade é a Catinguá Vermelho (também conhecido como Catiga MG2). Ele chegou até a cervejaria por meio da Ibiarte Café, localizada em Jundiaí (SP), e foi torrado minutos antes de ser inserido na cerveja pela Kento (roastery de micro e nano lotes).
Cerveja com café - UX Coffemaru

Cerveja com café – Dádiva Black Mist

A Black Mist é a Russian Imperial Stout com café, baunilha, nibs de cacau e chips de carvalho. Complexa e alcoólica (10,9%) é uma ótima indicação para aqueles cervejeiros de carteirinha que estão sempre em busca de sabores novos, apesar de não haver contraindicações para iniciantes.

Cerveja com café - Dádiva Black Mist

Cerveja com café – Dama Bier Fellas

Esta é uma receita que foi criada em conjunto com cervejarias nacionais (Dama Bier, SudBrau e Bodebrown) e a participação dos mestres cervejeiros Greg Murer da Bélgica e Chris Kirk e Tyler Joyce dos Estados Unidos. A receita utiliza um blend de cafés de uma premiada linha do café Morro Grande, da região Mogiana, e o resultado é uma Imperial IPA com dominantes notas de café, combinando com notas cítricas e maltadas. Ganhadora de Medalha de prata no International Beer Challenge 2014 (Inglaterra). Atualmente é uma cerveja sazonal, produzida de tempos em tempos pela Dama Bier aqui no Brasil.

Cerveja com café - Dama Bier Fellas

Cerveja com café – Colorado Demoiselle

Essa cerveja foi uma das primeiras a combinar cerveja com café aqui no Brasil. A Colorado Demoiselle tem aroma do café recém coado é percebido em boa intensidade, juntamente com aromas tostados. Torrado segundo padrões da própria cervejaria e macerado em água fria para ser adicionado ao mosto cervejeiro, o café utilizado vem da região da Alta Mogiana. Essa bebida já conquistou medalhas de ouro na European Beer Star 2008, na categoria porter. Em 2009, ganhou como a “Cerveja do Ano”, na revista Prazeres da Mesa.

Colorado Demoiselle

Cerveja com café – Blondine Volcano

Falando em cervejas e bom custo-benefício, a Blondine Volcano não pode faltar. Com a receita base de uma Stout, essa cerveja leva adição de café durante o processo de fervura. Segundo a cervejaria, são 30 quilos de café moídos na hora para 2500 litros de cerveja. Os grãos são 100% arábica, fazendo o café ser o destaque no aroma e no sabor, com equilíbrio. Notas de malte tostado e chocolate meio amargo também são perceptíveis.

Cerveja com café - Blondine Volcano

Cerveja com café – Seasons Cirilo

Nesta cerveja o café já é, logo de cara, o aroma e sabor predominante, dando espaço na sequência para um amargor de lúpulo, que traz consigo sabores herbais e apimentados. Utilizado café do Mercado tipo cerrado mineiro, que no final da bebida volta a marcar presença. Seu amargor é balanceado pelo uso de cevada tostada e maltes especiais, que dão todo o corpo da cerveja. Ganhadora de medalhas de Ouro no Festival Brasileiro da Cerveja 2014 e prata em 2015 e 2013, prata na South Beer Cup 2012 e bronze em 2014.

Seasons Cirilo

Cerveja com café – Cevada Pura Cacau e Café

Produzida com grãos de café e nibs de cacau orgânico – amêndoa de cacau levemente torrada e triturada –, esta Brown Ale também leva aveia em sua composição. Esta receita é uma colaborativa entre a cervejaria brasileira Cevada Pura e a cervejaria Cigar City, dos EUA, e foi inspirada na produção de café e cacau presente nas origens latinas de ambas as cervejarias. Já é das antigas, mas ainda hoje uma das mais bem avaliadas cervejas com café no Untappd.

Cerveja com café - Cevada Pura Cacau e Café

 

Cerveja com café – 2cabeças e Landel Bolinho com café

A melhor pedida para o meio da tarde foi a inspiração para esta receita criada pela 2cabeças e pela Landel, para o Repense Cerveja 2020. Tendo como base uma Vienna Lager, típico estilo da escola alemã, a receita ainda levou laranja e café de torra clara, trazendo a combinação da tosta e frutado do café com um leve e convidativo aroma de laranja. Como corpo leve, coloração alaranjada e alto drinkability, ela harmoniza com uma boa prosa.

2cabeças e Landel Bolinho com café

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *