Trabalhos realizados

As micros das macros

By 17/08/2015abril 18th, 2020No Comments

Você deve ter ouvido. Recentemente a Colorado, de Ribeirão Preto (SP), uma das mais tradicionais microcervejarias do país, passou a fazer parte do grupo AB InBev, líder do mercado no Brasil e maior cervejaria do mundo. Meses antes, quem entrou para o grupo foi a Wäls, de Belo Horizonte (MG), por meio de uma união com a Bohemia, que recentemente deu uma guinada no perfil dos seus produtos. E há muitos dizendo que a sequência não vai parar por aí.

Essas micros agora fazem parte de um grupo de marcas de todo o mundo que estão unidas, de diversas formas, a grandes players do mercado. Independentemente da polêmica – sim, há muita polêmica nisso! – os primeiros impactos se mostram benéficos para você, consumidor.

Os rótulos da Wäls, por exemplo, já estão com uma capilaridade de distribuição muito maior, se fazendo presentes em mais pontos de venda, e com preços melhores. O mais recente lançamento, a Hop Corn IPA, está saindo por R$ 15,90 e tem venda exclusiva no site Empório da Cerveja. E a cerveja é boa! Com amargor acentuado, sabor e aroma de lúpulos frescos, e um corpo baixo, só possível pelo uso de milho (na forma de high maltose) na composição – uma brincadeira bem humorada para provar que não é o uso ou não do adjunto que faz a cerveja melhor ou pior…

Leia a íntegra da coluna Bar do Celso sobre as microcervejarias que foram compradas pelas grandes na revista Bom Gourmet, suplemento gastronômico da Gazeta do Povo. A publicação circula encartada no jornal todas as segundas quinta-feiras do mês.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

Leave a Reply