Budweiser chega ao Paraná apostando em shows e esportes internacionais

Divulgação

Quem foi ao show do Pearl Jam em Curitiba viu. Quem foi aos mercados do estado na última semana também. A Budweiser chegou ao Paraná, e com força. Além de patrocinar o show, promoções nos supermercados já dão a entender que a marca veio para ficar e quer seu espaço como cerveja premium.

Na estratégia de marketing, ela deve apostar em shows e esportes internacionais, além de ações locais, é claro. A cerveja é patrocinadora da Copa do Mundo, Jogos Olímpicos e UFC, por exemplo. Na música, mais de 20 shows devem ser patrocinados pela marca em 2012. Ao que parece, a marca vem para disputar mercado principalmente com a Heineken.

Alguns já viram a Bud por aí antes. No entanto, ela chegava como cerveja importada. Agora a cerveja está sendo produzida em Jacareí, no interior de São Paulo, e distribuída para todo o país. Essa American Lager estará disponível em lata, long neck e garrafas de 600 ml.

A chegada da cerveja faz parte da estratégia de marketing da AB Inbev no mercado premium. Quer saber mais sobre isso? Amanhã publico aqui uma entrevista com Stella Brant, gerente de marketing premium da empresa.

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Google+: plus.google.com/107330340839164546695

– Twitter: http://twitter.com/bardocelso

– Facebook: http://www.facebook.com/bardocelso

– Foursquare: http://foursquare.com/bardocelso

– YouTube: http://www.youtube.com/bardocelso

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

8 comentários em “Budweiser chega ao Paraná apostando em shows e esportes internacionais”

  1. Infelizmente a Bud brasileira não tem o mesmo sabor das que são produzidas na Argentina e EUA. Parece que a INBEV adequou a Bud aos gosto brasileiro, filtrando a cerveja para ficar aguada e ‘descer redondo’.

  2. ruim. péssima. Provei e é totalmente diferente da Bud Original. Aliás, todas as cervejas da InBev são aguadas. Sao muitas marcas, mas o gosto é o mesmo. Claro, a Antarctica Sub Zero é a pior de todas. Essa aí de tao ruim chega a doer os rins. O sujeito bebe a Sub Zero e nao sabe se está com vontade de fazer xixi ou é dor no rim mesmo. A indústria cervejeira brasileira está em decadência. E outra: estao usando o milho no processo de fermentacao ao inves da cevada. VAo dizer que estou mentindo????

  3. Hmmm… eu sou tomador de Heineken pelos botecos. Acho que vou continuar com a verdinha mesmo pelo preço.
    Abraço Celso, sou fã do seu blog.

  4. CARLOS GRENDEL

    INFELICIDADE PRODUZIR A BUD AQUI , PARA QUEM ADORA ESTA CERVEJA TOMAR ESTA AGUÁ ENLATADA QUE PRODUZIRAM AQUI NÃO TEM NADA A VER, FAÇAM UM FAVOR PAREM DE PRODUZIR E CONTINUEM A IMPORTAR DA ARGENTINA , SE NÃO QUISEREM PERDER TODOS OS CONSUMIDORES DA VERDADEIRA BUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *