Home » Festival Brasileiro da Cerveja » Cerveja Blumenau leva 18 rótulos experimentais ao Festival Brasileiro da Cerveja

Cerveja Blumenau leva 18 rótulos experimentais ao Festival Brasileiro da Cerveja

Maior encontro cervejeiro do país, o Festival Brasileiro da Cerveja é também o espaço dedicado à inovação. E a Cerveja Blumenau, marca catarinense que estará na agenda pelo terceiro ano, vai aproveitar a oportunidade para levar 18 bebidas experimentais para o público. A edição deste ano acontece de 7 a 10 de março, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC).

O objetivo da cervejaria, de acordo com o diretor, Valmir Zanetti, é proporcionar novas degustações para o público. “Os nossos rótulos mais conhecidos estarão lá, claro. Mas o nosso time de cervejeiros preparou diferentes experiências tanto com bebidas que poderão entrar na linha quanto com versões que são exclusivas para quem for ao nosso estande no evento”, explica.

Na lista de experimentais, seis são Catharina Sour. O estilo, que está sendo fortalecido por marcas brasileiras, é inspirado na Berliner Weisse, uma receita de trigo acidificada e com adição de frutas ou especiarias. No caso da Blumenau, estarão disponíveis opções com frutas vermelhas, graviola, cupuaçu, gengibre e hortelã, tangerina e limão siciliano.

Ainda são destaques as inovações com os próprios rótulos da casa, com a adição de processos ou ingredientes. Por exemplo: Hop Tripel (produzida com levedura trapista belga e dry hopping de lúpulos americanos), Frida Brett Wood & Wild (blend da Lambic que foi medalha de prata no Concurso Brasileiro da Cerveja em 2017 e Frida maturada por um ano em barris usados anteriormente para vinho), Flanders Double Red Ale 66 (receita colaborativa de 2017, maturada com brettanomyces e acidificada em barris de carvalho francês novos) e duas versões da Macuca, a edição de 2018 foi envelhecida em barril de amburana e outra Wood & Sour (edição 2017 maturada com brettanomyces e acidificada em barris de carvalho francês novos). Uma das cervejas mais queridas da marca, a Capivara Double IPA, também ganhará uma versão Mega Double IPA, chegando a quase 11% de ABV e o dobro de lúpulo dry hopping.

Completam a lista de experimentais: Hop Sour Fruity Blend, Strong Scotch Ale, Wheatwine, Barleywine 1850 Pecã Wood Aged (edição de 2018 maturada em barris de Nogueira Pecã) e uma parceria entre Cerveja Blumenau e Cerveja RedCor originou a receita exclusiva para o Bier Vila, uma India Pale Lager (IPL).
Cerveja Blumenau
Além do espaço da cervejaria no evento, a Bier Vila (bar que fica em frente ao setor 1 da Vila Germânica e foi onde a Cerveja Blumenau surgiu) também servirá algumas das experimentais.

Três novidades na linha
Recém lançados para o público, três rótulos na linha da cervejaria também prometem surpreender. São eles: Capivara Baby (uma Session IPA), a Urú Dark Lager (American Dark Lager) e a Catharina Sour Maracujá.​

Sobre a Cerveja Blumenau
Fundada em 2015, a marca que traz o nome da Capital Brasileira da Cerveja atua hoje com 12 rótulos. Eles são produzidos em uma planta própria em Blumenau (SC), com capacidade de fabricação de mais de 120 mil litros ao mês. Nos dois primeiros anos, já conquistou 17 medalhas em concursos nacionais e internacionais, além de dois prêmios institucionais: o Top de Marketing da ADVB/SC e o título de Cervejaria do Ano – América do Sul, pelo International Beer Awards 2016.

About Nadya Romanowski

Nadya Romanowski, jornalista e sommelier de cerveja que faz das cervejas especiais o motor de sua vida pessoal e profissional. Levanta a bandeira “beba menos, beba melhor” para quem quiser ver. Não defende rótulos e não tem preconceito com estilos. Sem frescuras, apenas bom gosto.

Check Also

Cathedral de Maringá é eleita a melhor cervejaria de 2018

Quando a premiação do Concurso Brasileiro da Cerveja começou, na noite do dia 6 de …

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE