As brassagens abertas e coletivas do Festival Brasileiro da Cerveja

A expectativa do Festival Brasileiro da Cerveja, que acontece entre 12 e 15 de março, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC), é reunir cerca de 30 mil pessoas esse ano. Como a programação do evento é basicamente noturna, uma das sugestões para ocupar o dia é testemunhar das brassagens abertas ao público e coletivas que vão acontecer nas cervejarias da região como uma espécie de “programação paralela”.

Brassagens abertas e coletivas do Festival Brasileiro da Cerveja

Equipes da Bierland e Antares juntas no projeto Unidos pela Cerveja na Argentina

Uma dessas brassagens é do projeto “Unidos pela Cerveja”, que a Bierland promove em parceria com a cervejaria argentina Antares. No dia 13, Leonardo Ferrari, o mestre cervejeiro “hermano”, estará na fábrica de Blumenau fazer para uma cerveja colaborativa. Do time da Bierland, o sommelier de cerveja Rubens Deeke e o cervejeiro Robert Manske participam da produção. Todos estarão disponíveis para conversar com o público durante o evento.

O novo rótulo de dupla cidadania terá ingredientes de ambas as nações e comprova que a rivalidade entre o Brasil e Argentina fica restrita aos campos. O projeto, que visa a Copa do Mundo, já contou com uma visita da equipe da Bierland à Antares para fazer uma outra cerveja da mesma iniciativa. Mais informações sobre o projeto estão no site oficial. Para informações sobre brasagem, entre em contato com a Bierland.

Kölsch com centeio

Brassagens abertas e coletivas no Festival Brasileiro da Cerveja

Fábrica da Das Bier terá brassagem aberta e coletiva no Festival Brasileiro da Cerveja

No dia 14 será a segunda das brassagens, na cervejaria Das Bier, e deve reunir diversas personalidades do meio cervejeiro presentes no Festival Brasileiro da Cerveja. As equipes das cervejarias Bierland, Das Bier, Bodebrown e Morada Cia. Etília estarão presentes, e outras cervejarias foram convidadas. O evento conta ainda com apoio da Agraria, maior distribuidora de maltes e lúpulos do Brasil, da Bio4 e da Associação das Cervejarias Artesanais de Santa Catarina (Acasc), da qual a Das Bier é filiada.

A cerveja escolhida para ser feita no evento é uma Roggen Kölsch, ou seja, uma Kölsch com centeio. O estilo, típico de Colônia, na Alemanha, costuma levar uma pequena porcentagem de trigo, que será substituído pelo novo cereal. Serão feitos 1 mil litros da bebida. Para marcar a data, será oferecido um almoço especial. Os interessados em participar devem fazer reserva pelo telefone (47) 3397-8600 até o domingo (9/3). O almoço custará R$ 40 e os participantes poderão apreciar o chope Pilsen à vontade. Para mais informações, visite o site da Das Bier.

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Instagram

– Facebook

– Google+

– Twitter

– Foursquare

– YouTube

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

2 comentários em “As brassagens abertas e coletivas do Festival Brasileiro da Cerveja”

  1. Pingback: Cervejóide #44: Festival Brasileiro de Cerveja, Huhnahpuh’s, Campeonato de Sommeliers e mais | Factóide!

  2. Pingback: Bierland lança Witbier no Festival Brasileiro da Cerveja - Bar do Celso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *