Coluna Bar do Celso

Cervejas à brasileira

Fotos: divulgação
Dado Bier Ilex (entre R$ 5,80 e R$ 11 – 600 ml)

[Texto originalmente publicado na coluna Bar do Celso, que saiu na revista Bom Gourmet da Gazeta do Povo nesta quinta-feira (17)]

Além das famílias e estilos, o mundo das cervejas também pode ser dividido por escolas, que imprimem nas bebidas características específicas advindas da produção em determinado país ou região ao longo do tempo. Há a escola alemã, baseada na Lei da Pureza (Reinheitsgebot); a belga, com suas misturas criativas; a americana, com seu gosto pelo amargor do lúpulo, etc. Mas e o Brasil, já tem cervejas com personalidade para constituir uma escola? “Com exceção de darmos suavidade aos estilos, pelo clima ser muito quente, ainda não vejo uma tendência muito nítida na cerveja. Mas parte da criatividade que o brasileiro tem aparece na produção das microcervejarias, com adição de ingredientes tipicamente nacionais”, explica a sommelier de cervejas Kathia Zanatta.

A adição desses ingredientes é uma peculiaridade que está sendo desenvolvida aos poucos. Em alguns casos, explica Kathia, as características dos estilos são mantidas. Em outros, novos conceitos são criados, como aconteceu com a Vivre pour Vivre, da mineira Falke Bier, que foi feita com base numa cerveja bastante específica misturada com jabuticaba – de forma semelhante à produção de algumas Lambics com frutas.

Outros exemplos do que seria essa brasilidade, mas respeitando os estilos, estão nas cervejas da Colorado, de Ribeirão Preto (SP). Grande parte dos produtos são compostos com ingredientes nacionais. Kathia indica duas: a Cauim, que é uma Pilsener com adição de mandioca e que tem aromas sutis de cereais e florais, além de corpo e amargor leves; e a Appia, uma mistura de cerveja de trigo com mel que apresenta aromas e sabores que remetem sutilmente à banana e frutas cítricas, com dulçor evidente, mas sem as notas de cravo típicas das alemães.


Cauim e a Appia (entre R$ 11,50 e R$ 20), da Colorado

Exemplares de outras cervejarias que seguem esse princípio são a Baden Baden Bock, produzida com açúcar mascavo, e a Dado Bier Ilex, com erva-mate. A primeira tem aromas de caramelo e frutas secas, e a segunda é bastante refrescante, com aroma herbal, lembrando chimarrão, e amargor moderado.

No Paraná

Por aqui, também existem cervejas desse tipo. No entanto, muitas delas são cervejeiros artesanais ou de cervejarias mais experimentais, como a Cervejaria Escola BodeBrown, de Curitiba. No circuito comercial é possível encontrar a Umburana Lager, da recém-criada Cervejaria Way, de Pinhais, na região metropolitana da capital. Maturada com a madeira dessa árvore tipicamente brasileira, possui bom equilíbrio, um paladar mais seco e aromas de malte, baunilha e notas de torrefação.

* Os preços são aproximados e seguem sugestões das cervejarias, distribuidoras ou importadoras.

******

Sugestões de harmonização

A pedido do Bar do Celso, a sommelier de cervejas Kathia Zanatta elaborou algumas sugestões de harmonização para as cervejas indicadas na coluna deste mês. As sugestões com a Umburana Lager são dos próprios fabricantes. Confira abaixo, com a descrição completa das cervejas.

Colorado Cauim – Cerveja tipo Pilsen com adição de mandioca. Sua composição e produção levam a características suaves: aroma sutil de cereais, acompanhado por leve lúpulo floral, corpo e amargor leves. Harmoniza bem com petiscos em geral, saladas de folhas e carnes brancas suavemente preparadas.

Colorado Appia – Cerveja tipo Hefe-Weizenbier com adição de mel. Também suave, adaptada ao clima brasileiro, apresenta aroma e sabor que remetem sutilmente a banana e frutas cítricas, além de perceptível dulçor, sem a frequente nota de cravo presente nos exemplares alemães. Com amargor baixo e corpo médio, apresenta boa drinkability. Harmoniza perfeitamente com saladas e peixes brancos, como o robalo e truta, acompanhados de molhos cítricos, pratos suavemente condimentados e algumas sobremesas a base de frutas, como o Apfelstrudel.

Baden Baden Bock – Cerveja tipo Bock adicionada de açúcar mascavo. Apresenta notas aromáticas de caramelo provenientes dos maltes utilizados, acompanhadas por suaves notas de frutas secas, como figo turco. No sabor, apresenta o malte em evidência balanceado com suave amargor. Harmoniza com carnes vermelhas como medalhão de filet mignon, risoto funghi e salmão assado.

Dado Bier Ilex – Cerveja adicionada de erva-mate. Possui aroma herbal, justamente vinculado à adição da erva. No sabor, apresenta notas herbais que lembram o chimarrão, aliadas à presença de malte e amargor moderado. Apesar do teor alcoólico de 7%, é refrescante e possui boa drinkability. Harmoniza bem com carne de carneiro e carnes de caça vermelhas, como a de javali.

Umburana Lager – Cerveja equilibrada, leve e seca no paladar. Coloração rubi escura, com aromas de malte, baunílha e notas de torrefação. Harmoniza bem com carnes vermelhas, cassulet e sobremesas de chocolate.

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Twitter: http://twitter.com/bardocelso

– Facebook: http://www.facebook.com/bardocelso

– Foursquare: http://foursquare.com/bardocelso

– YouTube: http://www.youtube.com/bardocelso

– Orkut: Comunidade eu frequento o Bar do Celso


Gostou do post? Então compartilhe com seus amigos – Bookmark and Share

2 Comments

Leave a Reply