Clima de festa marca o 2º Beer Day em Curitiba

Confira acima um vídeo da festa feito pelo cervejeiro, cineasta e videomaker Luiz Felipe Araújo, e gentilmente cedido para o Bar do Celso. Você pode entrar em contato com ele pelo Twitter ou pelo e-mail.

O 2º Beer Day, que aconteceu domingo (13) em Curitiba, foi um sucesso. Segundo a organização do evento, mais de 2,2 mil pessoas lotaram o estacionamento Shopping Hauer ao longo do dia, que teve desde sol escaldante até chuva torrencial. A sede do público foi responsável por acabar com mais de 5 mil litros de cerveja em todas as suas formas e estilos, daqui ou de outros estados e países. E, vale ressaltar, não houve registro de incidentes, como brigas. Mas além dos números, o que marcou foi o clima de festa. Especialistas, blogueiros, cervejeiros, importadores e muitos apreciadores e curiosos fizeram do evento uma grande forma de diversão e confraternização.

Essa adesão, tanto do público especializado como do grande público, foi o grande destaque, na visão do Beto Onofre, um dos organizadores do Beer Day. “Todos elogiaram muito o que fizemos aqui”, diz a respeito da repercussão. Aliás, o evento fez eco em outros localidades do país e até no exterior, já que o blog da própria cervejaria Brooklyn, de Nova York, noticiou a festa. A cervejaria amerinaca foi uma das patrocinadoras do evento, junto com a importadora BeerManiacs e das cervejaria Klein Bier e Bodebrown.

Divulgação/Beer Day
Mais de 2,2 mil pessoas lotaram o estacionamento do shopping ao longo do Beer Day

Beto conta também que já tem, inclusive, vários planos e caminhos possíveis para seguir com o evento no futuro, mas nada está certo ainda. A única coisa confirmada é a intensão de fazer um novo Beer Day no segundo semestre de 2011. Entre o pessoal que organizou a festa, também estão Vladimir Urban e Mariana Heller, produtores do Psycocarnival, que deve agitar Curitiba em Março e ter muita cerveja especial. E na onda de falar no futuro, cabe lembrar que deve aconecer mais um Homebrewrs Fest, a festa dos produtores artesanais de cerveja, em abril.

E uma das novidades que veio junto do evento foi a revelação do novo nome da antes conhecida como Loja do Mestre-Cervejeiro.com, que passa a se chamar Templo da Cerveja. O motivo da troca é o fim da sociedade entre o Beto e o sommelier de cervejas Daniel Wolff. A marca Mestre-Cervejeiro.com e o site continuam com Daniel, que entre outras atividades está promovendo o primeiro curso de sommelier de cervejas de Curitiba. A loja ainda está preparando o material da nova marca.

Minhas impressões

Claro, não poderia deixar de dar pitaco sobre o que achei o Beer Day. Sem dúvida, foi um grande evento. Não só pela qualidade das bebidas – não provei nem ouvi comentários de cervejas ruins ou duvidosas –, quanto pela variedade, que trouxe grandes cervejas importadas e as colocou no mesmo patamar de cervejas artesanais paranaenses. Diante desse sucesso e clima de igualdade, seria injusto destacar aqui uma ou outra cerveja. Cada uma agradou faixas diferentes de público. Tanto que nem as cervejas importadas tiradas na pressão (Delirium Tremens, La Trappe Quadrupel e Weihenstephaner) foram capazes de se sobrepor ou apagar as demais, servindo como aquecimento de gala para outras degustações.

Divulgação/Beer Day
Três shows animaram o público ao longo da tarde

E não faltaram opções, dentre os cerca de 100 rótulos disponíveis. As três cervejarias paranaenses (Bode Brown, Klein Bier e Way) e as cinco de outras partes do país (Colorado, Coruja, Falke Bier, Saint Bier e Wäls) trouxeram produtos extremamente competentes e bem feitos, vendendo juntas cerca de 2 mil litros. Só a Diabólica, que foi relançada no domingo, vendeu 350 litros. Os produtores caseiros levaram quase 1 mil litros de uma variedade gigantesca de estilos – alguns, inclusive, tão criativos que não existem em guias oficiais. E as importadoras, mesmo que em menor número, deixaram na festa 1,7 mil litros de cervejas de todo o mundo. Com tudo isso, só me resta elogiar essa festa, que está seguindo o caminho de se tornar referência nacional.

Problemas

Sim, vou falar um pouco dos problemas do evento. Afinal, estou aqui também para levantar essa bola. Na minha opinião, eles não foram grandes o suficiente para atrapalhar a festa, mas ocorreram. O primeiro, e talvez maior, foi a venda de ingressos por meio do site de compras coletivas Groupon. Da parte do público, muitos se sentiram “passados para trás” por informações imprecisas divulgadas durante a oferta das entradas. Da parte da organização do evento, explica Beto, nem a lista com os códigos dos tickets vendidos foi repassada pelo site. Isso teria atrapalhado a entrada do público, formando filas, e impediu a conferência correta dos vouchers, podendo inclusive ter dado prejuízo. Não tive tempo de falar com os representantes do Groupon – e nem é esse foco de denúncia que quero dar aqui – mas se eles tiverem algo para dizer, coloco o espaço a disposição.

O segundo grande problema foram as diversas filas, tanto para comprar fichas quanto para os banheiros. A organização do Beer Day explicou que em relação ao primeiro evento, toda a estrutura foi ampliada e profissionalizada para receber o público. Se antes houve apenas um caixa, no domingo foram seis. O número de banheiros também foi multiplicado. No entanto, nem isso foi capaz de resolver os momentos de maior movimento. Para os próximos eventos, Beto estuda formas de sanar os problemas.

Confira abaixo a opinião de alguns leitores do blog enviadas via Twitter e Facebook. Você pode deixar as suas nos comentários!

Facebook:

Junka Beer
Beer Day sucesso absoluto! Esse é só o começo, tem muito mais por vir!

Fabio Aurelio
Foi bom. Único ponto falho foi em relação às filas que se formaram para comprar fichas, deveria haver mais caixas

Telma Souza
Achei o evento muito bom! Impressionante ver a quantidade de pessoas interessadas em conhecer mais sobre cerveja! E Curitiba está se tornando um polo importante de iniciativas neste campo.

Rodrigo Papov
Cervejinhas que tanto amamos…

Andrea Luz
Super evento,cervejas boas,música boa e é muito bom saber que tem tanta gente se interessando por cervejas de qualidade… único ponto negativo foi o calor haha =/

João Roberto M Silva
Muito bom o evento. Mestres-cervejeiros de parabéns! Bandas boas tocando para dar uma animada na galera. Mas também concordo com o Fabio Aurelio em relação as filas, podia ser um pouco mais bem organizado. Mas no final, valeu a pena ter viajado 400km (Londrina-Ctba) para o evento.

Flavia C Machado

O Beer Day estava muito bacana. É a prova de que a cerveja é agregadora! Misturou pessoas de várias tribos, sem nenhuma confusão por causa disso. Todas reunidas para aproveitar o belo evento, degustando boas cervejas! Parabéns aos organizadores! E aos cervejeiros, claro!

Samuel Cavalcanti
Fico feliz, pois a bodebrown Cervejaria e Escola a primeira do Brasil neste formato foi a recordista em vendas e a Hop-Weiss estilo único no Brasil a revelação… Em 3 horas a Hop-Weiss cerveja de trigo com Dry-Hopping de Amarillo e Perigosa Douple IPA acabaram… Obrigado a todos!

Twitter:

@nadyaromanowski
Faltou um flyer com as cervejas e cervejarias do evento, para q o pessoal pudesse escolher e localizar melhor.

@dsracoon
Problemas: história do Groupon, fila gigante pra comprar ‘fichas’, sol forte, local ficou ligeiramente apertado pra tanta gente. O resto estava ótimo!

@jcavichiolo
Tava muito legal. Melhor infra estrutura do q do ano passado e mais diversidade de cervejas. Só faltam mais banheiros. E a falta da cordinha foi uma falha que muita gente reclamou!

@sigaoRafao
Show de bola!! Boas cervejas, ótimo local, o sol ajudou no consumo! Boa mesmo foi a poderosa! mas gostei da Diabólica tambem. Únicas ressalvas: atraso na abertura do evento (prevista para 10hrs e realmente abriu as 11hrs), não existia alças para as canecas (como informado) e informação errada sobre 1 cerveja gratis na entrada. Nem tudo é perfeito. Mas certamente quem foi gostou do que encontrou lá. Espero que tenha mais eventos como o de ontem.

@Liboruki
O @bardocelso me deu altas dicas, mas sempre pegava um chopp nada a ver com a sugestão. kkkk

@kellbonassoli
Fiquei chateada com a bola fora do Groupon quanto ao valor real do ingresso (que nao era 30 e sim 20) e qto a cerveja inicial. Qto ao evento, achei as bandas ótimas e a presença de varias cervejarias e dicas dos atendentes sempre atenciosos. Legal q as pessoas te davam uma aula para ajudar a escolher a melhor opção ao seu paladar e entender como era feito etc. Acho que todas as participantes deviam ter preparado material com descrição dos produtos assim como a Way fez.

@Big_Edi
Muito bom o evento. A registrar a não entrega das alças para a caneca que haviam prometido e o atraso em uma hora na abertura..

@gastrobirra
foi ANIMAL! Cervejas f*, rock’n’roll do bom e amigos. Nem a fila do banheiro químico atrapalhou o evento!

@Johnnie_CAP
Cerveja boa, Música boa, solzão. Sensacional o #beerday

@KikeCardoso
Show de bola! Apesar de demorar um pouco pra comprar as fichas, o sistema foi bacana! Música boa, cervejas excelentes…

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Twitter: http://twitter.com/bardocelso

– Facebook: http://www.facebook.com/bardocelso

– Foursquare: http://foursquare.com/bardocelso

– YouTube: http://www.youtube.com/bardocelso

– Orkut: Comunidade eu frequento o Bar do Celso


Gostou do post? Então compartilhe com seus amigos – Bookmark and Share

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

14 comentários em “Clima de festa marca o 2º Beer Day em Curitiba”

  1. Presenciei filas e a confusão com os ingressos do Groupon.
    Sinceramente esperava muito mais do evento, cheguei as 11h e as 13h já estava indo embora, desanimada, maioria das cervejas eram ruins, paladar duvidoso, e mais nenhum atrativo que mantivesse minha atenção no evento.
    Pode crê que não recomendo.

  2. luiz augusto nolasco da silva (twitter.com/lnolasco)

    discordo da Carol. Cervejas ótimas, alternativas. Não senti os problemas relatados, sendo q já havia esclarecido a situação do group on antes. E quando a coisa apertou, corri para o Shopping Crystal. Como sugestão, gostaria que na próxima edição tivesse uma barraca de venda de comida alemã. Aí ficaria o evento perfeito.

  3. Carol, minha filha, acho que você não entende absolutamente nada de cerveja. Da próxima vez vá num boteco tomar Kaiser/Skol/Brahma/Antartica e deixe sua vaga para alguem que gosta do que é bom.

  4. Resposta para Carol

    Paladar duvidoso é o seu que pelo jeito só sabe tomar Skol beats e similares.

    Da próxima vez quem sabe o pessoal organiza uma cabine só passando reprises do Big Brother ou capítulos de novela como “atrativo para manter sua atenção”

  5. Olá, pessoal. Gostaria de pedir calma aqui nos comentários. Tenho a impressão que a Carol quis dizer que não achou uma cerveja boa para seu gosto, não sendo uma conhecedora de cervejas. Com certeza ela precisava de alguma orientação, que não houve. Falei com ela e me coloquei a disposição para ajudar numa próxima festa 😉

  6. Ricardo Campelo

    Essa Carol deve estar brincando, só pode. Tem que se informar um pouco melhor sobre cerveja. Paladar duvidoso é o de quem não aceita a diversidade de sabores, como parece ser o seu caso, uma legítima brasileira leiga que deve achar que cerveja boa é Skol “desce redondo”, e que a temperatura ideal é quase congelando… Menos mal que o pessoal vem acordando para o real conceito de cerveja, prova disso é o sucesso do BeerDay.

  7. Achei o evento bem bacana, as bandas tavam ótimas, só sofri milhares com o calor senegalesco :o/ Por sorte tinha as torneiras pra lavar os canecos, que quebraram um galho ;o)
    Minhas dicas pra próxima são: mais opções de comidinhas (especialmente se o horário pega o almoço) e mais fichas (em vários momentos rolou uma escassez que não permitia que a fila andasse).
    Quais foram esses problemas com o Groupon? Comprei através do site e não vi nada de estranho…

  8. Pelo visto foi boa a noite ontem, passou uns cinco ou seis errinhos de digitação batidos na revisão, hehe. Mas deixando o troféu cata-piolho de lado, as cervejas, o atendimento nas barracas e o palco estavam muito legais. O lugar também estava simpático, embora se tivesse chovido antes ia ter estragado o evento.
    Agora, realmente acho que vai ter que pelo menos dobrar o pessoal do atendimento. Pelo menos quatro na entrada se for pra conferir cupom e entregar caneca, e mais gente nos caixas.

  9. Carol, haviam mais de 100 tipos de cerveja. Pra você dar o seu parecer de que a maioria era de paladar duvidoso, você necessariamente teria que ter tomado no minimo 50 tipos.
    Isso em 2 horas, você bebeu bem!
    E consequentemente ja não tinha mais condições de dar o seu parecer.

  10. Sei lá, acho que existe uma enorme diferença entre você não gostar de algo e você afirmar categoricamente que algo é ruim. Acho que pra isso seria necessário um conhecimento de causa que aparentemente ela não tem. Não gosto de hidromel por exemplo, mas nem por isso posso afirmar que é ruim. Quanto a festa, muito boa, uma idéia seria possibilitar a compra dos “dinheiros” antecipadamente.

  11. Jean Nascimento

    Concordo com os comentários sobre o evento… a fila pro banheiro estava meio tensa, e a fila pra ficha tb. Isso dá pra ser melhor organizado pro próximo evento.
    Como cheguei as 10:30, tive ainda de esperar um pouco, então pelo que andei lendo sei que teve uma confusão com o groupon, mas que também pode se organizar melhor no próximo.
    Fora isso, o evento foi 10, só cerveja boa.
    Quem não entende de cerveja não deveria criticar, e sim procurar entender um pouco mais 🙂

  12. Ótimo o festerê beer!
    O que faltou foi grana para experimentar mais beers!
    O atendimento estava ótimo, até do pessoal dos caixas que estavam presos dentro de uma sauna em forma de lona vermelha!
    Os pontos negativos foram:
    A falta de “dinheiro de banco imobiliário”, qualidade do som do palco, falta de um mapa com a localização das marcas e um breve descritivo (tipo um catálogo oficial do evento). Ah sim! e a fita do caneco!
    Que venha o próximo!

  13. Marcelo Cubis

    Concordo com o João Luiz. Particularmente, não aprecio as cervejas da escola americana, extremamente lupuladas, mas mesmo assim acabei provando algumas. A minha sugestão é para quem não conhece, que prove cervejas de varias escolas, por exemplo a alemã, que priozira o sabor maltado nas suas cerveja. Quam gosta de algo mais frutado, esperimente as belgas, principalmente as Lambics. Com certeza neste variado mundo de cervejas, você encontrará uma que lhe agrade. PS. Celco, Parabens pelo blog.

  14. celso,
    como sugestão seria bacana se o evento fosse realizado não nos ‘fundos’ da loja de cervejas, mas sim num local apropriado com uma ótima infraestrutura. Pensando em longo prazo, já pensou essa festa sendo reconhecida como uma das maiores do páis? ou quiçá do mundo? vamos colocar Curitiba no cenário internacional de eventos cervejeiros.. que tal?! passe para o Beto e Daniel! Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *