Corrida e cerveja: é possível ser saudável bebendo

Muita gente ainda acha que corrida e cerveja não devem coexistir no mesmo espaço. Mas felizmente os mitos de que a cerveja é uma vilã para a saúde e atrapalha no condicionamento físico estão, aos poucos,  caindo por terra. E cada vez mais provas que a cerveja pode, sim, fazer parte de um estilo de vida equilibrado e saudável são mostrados.

O grupo de corrida da cervejaria dinamarquesa Mikkeller, o Mikkeller Running Club, é um exemplo de como incentivar o consumo de cervejas especiais e o esporte ao mesmo tempo. Fundado por Gilberto Tarantino, proprietario da importadora Tarantino, em dezembro de 2014 quando seus amigos se reuniram para correr em São Paulo e degustar uma cerveja depois do treino. “Hoje grupo vem crescendo e ja passamos de cem atletas, mas a média é de 40 pessoas por treino”, conta Tarantino. Foi em fevereiro de 2015 que o Rodrigo Kimura, da Quark Sports, iniciou a assessoria esportiva do grupo, dando todo o suporte técnico para o treino. “A Quark Sports junto com a Mikkeller , querem incentivar as pessoas a praticarem exercícios sem neura, podemos manter um equilibrio entre comer, beber e treinar”, afirma Kimura.

Mikkeller Running Club

Os percursos são definidos antes por Kimura e Tarantino, com preferência por bares de cervejas especiais. A intensidade do treino é divida entre iniciantes, com percurso de 3 a 5km de forma intervalada (corre e anda), e avançados, a distância varia de 8-12km de forma contínua. E para quem acha que um clube que envolve corrida e cerveja seja dominado por homens, ledo engano. “A participação das mulheres é alta, cerca de 40% do grupo é formado por elas”, diz Kimura.

Uma das integrantes é a Danúbia Paraízo, jornalista, que foi apresentada ao grupo há cerca de 6 meses. “Tenho conhecido pessoas muito legais e com gostos muito parecidos, o que facilita e muito na hora de fazer amizade. Sem contar que é uma forma totalmente diferente de conhecer a cidade: através dos bares mais bacanas e sempre em boa companhia”, relata Danúbia. Ela iniciou no esporte com o objetivo de perder peso após uma cirurgia bariátrica e levar uma vida saudável, mas acabou tomando gosto pela prática. “ Não imagino o dia sem corrida. Nesse 1 ano perdi 43 kg e contabilizo 2 provas de 5km, 4 provas de 10 km e 1 de 21km. Estou me preparando para a segunda meia maratona agora em abril”. As cervejas especiais vieram junto com o Mikkeller Running Club, que foi apresentado por uma amiga. “Costumo beber uma ou duas vezes por semana, tento equilibrar minha dieta e vida social. Se me exceder um pouco, corro um pouco mais e está tudo certo”, diz Danúbia.

Danúbia é jornalista e participa do grupo de corrida da Mikeller

Danúbia é jornalista e participa do grupo de corrida da Mikeller

E esse método que equilibra o consumo da cerveja e as atividades físicas também é defendido pelo Dr João Henrique Felício de Lima, cirurgião especializado em procedimentos intervencionistas para perda de peso. “Acredito que o uso moderado de qualquer alimento seja o adequado para uma dieta saudável e de longo prazo. Existem benefícios já descritos pela ciência com o consumo em pequenas doses de cerveja. Mas o benefício nutricional pode ser abalado pelo consumo de álcool e excesso de calorias”, alerta Dr João Henrique. Mesmo quem pratica exercícios precisa se cuidar, pois não existe uma quantidade padrão que pode ser consumida por todos. “Considerando que 1 copo de 300 ml pode ter entre 150-300 iKcal, qualquer abuso leva a um aumento energético por excesso de calorias. O volume ideal de ingestão dependerá da intensidade de exercícios, do peso de cada pessoa e das demais componentes da dieta”, explica Dr João Henrique.

Outra integrante do grupo Mikkeller que não abre mão da cerveja e dos treinos é a Mariane Marques de Deus. Há 3 anos ela corre por influência dos amigos, da mesma forma que começou a experimentar as cervejas especiais. Ela afirma que “cerveja não atrapalha na dieta. Eu treino, como de maneira correta, sem neuras, e bebo bastante cerveja e continuo com o mesmo peso e magra. Quem consome cervejas especiais bebe menos, duas a três garrafas de 350 ml já são o suficiente,” destaca Mariane.

Mariane, a ruiva do meio, participando de um dos treinos da Mikeller

Mariane, a ruiva do meio, participando de um dos treinos da Mikeller

Cerveja e corrida na viagem

Assim como tem gente que viaja para conhecer novas cervejarias, os corredores buscam locais que tenham competições. E alguns conseguem unir as duas paixões em um só destino. Foi o que aconteceu com a Ester Camargo, arquiteta, que iniciou seus treinos em 2014 e hoje é uma viciada em corridas. Apaixonada por cervejas, fez várias viagens com destinos cervejeiros e curso de Beer Sommelier. Em 2015 ela foi para Dublin  durante as comemorações do Saint Patrick´s Day e participou de uma prova de 5 km. “Correr em uma cidade diferente é divertido pela paisagem e arquitetura que você não conhece. Além disso, a maioria dos participantes estavam fantasiados, por conta da festa.Tudo misturado, crianças e idosos, e contagiado pela alegria de Saint Patrick’s. Foi minha primeira corrida com temperatura baixa, no dia estava 3 graus e um vento dilacerante. Quando estava bem cansada em uma subida, um grupo de jovens me ultrapassaram, e na garrafinha deles tinha nada mais que cerveja! E depois de completar, nada melhor do que comemorar na festa da sua bebida preferida! Foi especial, duas paixões juntas”, conta Ester.

Ester na corrida de St Patrick´s Day, em Dublin, Irlanda

Ester na corrida de St Patrick´s Day, em Dublin, Irlanda

Lazer

Quem corre e aprecia cervejas também tem opções mais descompromissadas de “competição”. É o caso do Run Drink Bier Run, uma corrida mais comemorativa do que competitiva, realizada em Curitiba. “É um evento diferente, nossa ideia com a corrida é levar a cultura cervejeira através do esporte, lembrando que é uma confraternização sem ganhadores e sem competição” conta o  organizador Leandro Hadlich. A brincadeira começa com uma cerveja no bar escolhido daquela etapa. Logo após, os atletas saem para um percurso de 5 quilômetros com postos de hidratação abastecidos com cervejas e retornam para o mesmo local da largada para a saideira. A próxima etapa do Run Drink Bier Run será no dia 19 de março na Cervejaria da Vila, na capital paranaense.

Agradecimentos

Registramos aqui um agradecimento especial a todas as participantes da matéria e também para aqueles que enviaram suas histórias, mas não foram publicadas. Não coube todo mundo!

Valeu Andressa Regina Lopes, Fabíola de Cássia Almeida, Fernanda Train, Márcia Fonseca, Nadine Reis…

Se quiserem registrar suas histórias, o espaço dos comentários está aberto!

Você também corre e bebe cervejas? Comente!

Contatos
– Mikkeller Runing Club – para participar da corrida é preciso comprar a camiseta da equipe. As corridas acontecem geralmente no primeiro sábado do mês. Os interessados devem entrar em contato com Rodrigo Kimura: [email protected].
– Quark Sports – para quem quiser iniciar no mundo da corrida com orientação adequada. Contato no site: http://site.quark.esp.br/

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *