Guest posts

Hop’n Roll completa 3 anos com festa e cerveja em Curitiba

Hop'n RollCom mais de 600 pessoas e 67 diferentes chopes o Hop’n Roll apagou as velhinhas do seu terceiro aniversário no sábado (13). A casa, que abriu em dezembro de 2011, hoje é um dos maiores fomentadores da cultura cervejeira em Curitiba e já é conhecida pelas suas festas memoráveis.

hop-n-roll-2A do próprio aniversário não poderia fugir à regra. Em um dia que prometia muita chuva, até São Pedro resolveu colaborar e o sol dominou a maior parte do tempo, pedindo muita cerveja gelada para aguentar o calor. Apesar das inúmeras opções, de deixar muito festival de cerveja com inveja, a queridinha do dia foi a Highway Way to Hop’n Roll, cerveja colaborativa entre os irmãos e sócios do bar e a cervejaria curitibana Way Beer.

hop-n-roll-3Trata-se de uma Farmhouse Ale com um detalhe especial na receita: adição de araçá, uma fruta típica paranaense e velha conhecida dos curitibanos. Já de cara o aroma me levou direto à infância. A fruta mostra toda sua presença no nariz, juntamente com as especiarias típicas do estilo. No sabor também marcou presença, combinando bem com o amargor do lúpulo e o corpo balanceado. E a refrescância veio a calhar no calor da nova Curitiba.

hop-n-roll-4Segundo o Alessandro Winocur, sócio da Way Beer, o foco foi dado a fruta por ser tipicamente paranaense, assim como o bar e a cervejaria. E o nome mostra o gosto musical dos donos do Hop’n Roll, que desde sempre fizeram do rock presença obrigatória no local.

hop-n-roll-5Muitas novidades compareceram à festa, como os chopes da Cervejaria Bohemia, que chegaram pela primeira vez em Curitiba. Lançados no Mondial de La Bière, agora se preparam para adentrar ao mercado de cervejas especiais aqui no Sul. São eles: Bela Rosa, uma Witbier com pimenta rosa; Jabutipa, uma IPA com jabuticaba; e Caá-Yari, uma Blond Ale com erva-mate.

Menção honrosa para a cervejaria Wensky, que está fazendo grande sucesso coma sua Witbier com adição de framboesa, a Malina. Pude degustar na festa um dos últimos barris do ano. Motivo: tiveram que engarrafar a produção para suprir a demanda das lojas e bares.

Enfim, mais uma vez fica aqui meus parabéns a toda equipe do Hop’n roll que plantou mais uma sementinha para ampliar e cultivar a cultura cervejeira. Não fizeram apenas uma festa, mas um evento que reuniu cervejeiros e cervejarias que tem muito para ensinar. Que venham muitos outros anos pela frente! Cheers!

[Esse texto é uma contribuição do amiga e super sommelière de cervejas Nadya Romanowski para a seção de guest posts do BarDoCelso.com. Trata-se de um espaço aberto para quem quiser publicar materiais contando um pouco das suas experiências cervejeiras. Quer participar também? Entre em contato pelo e-mail bardocelso@gmail.com que eu explico tudo! E muito obrigado, Nadya, por mais essa contribuição aqui para o blog]

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

Leave a Reply