O inverno pede uma cerveja Bock (coluna Bar do Celso e CervejaCast 14)

[Olá, pessoal. Abaixo, a coluna Bar do Celso, publicada na revista Bom Gourmet nesta quinta-feira (21). O suplemento de gastronomia da Gazeta do Povo sai encartado no jornal toda a terceira quinta-feira do mês. Junto com a coluna de julho, vai o CervejaCast 14, no qual entrevistei o chef Luiz Pacheco e a Juliana Stavnetchei, sócios do Saaz Bier Bar, de Curitiba, sobre as Bocks. Também fizemos uma deliciosa experiência de harmonização. Espero que gostem.]

Dentre os muitos estilos de cerveja, o Bock é um dos mais associados ao inverno. Antes de tudo, cabe desfazer o mito. Ele não precisa ser aproveitado somente na estação mais fria do ano. Trata-se de um tipo bastante agradável em qualquer época, conforme o gosto do “freguês”. Mas o sabor muitas vezes adocicado e o teor alcoólico mais alto fazem dele uma ótima pedida para dias frios.

O estilo Bock é da família de cervejas de baixa fermentação, as Lagers, e nasceu na cidade de Einbeck, na Alemanha. O nome também quer dizer cabrito ou bode, animais que ainda estão frequentemente associados à cerveja e presentes em vários rótulos. Além do gosto mais doce, normalmente trazem aromas caramelados e de castanhas, sendo pouco amargas, e de cor marrom ou avermelhadas.

Existem também algumas derivações desse estilo. O Doppelbock, por exemplo, é chamado assim por ter ainda mais álcool que as Bocks tradicionais. Já o Eisbock tem um teor ainda mais alto, sendo obtido por um processo de congelamento da cerveja para retirada de água. Já o chamado Weizenbock é uma cerveja de trigo feita a partir de maltes tostados como o Dunkelweizen, mas com teor alcoólico elevado. Há ainda o Mainbock ou Helles Bock, que são de cor clara.

Boas harmonizações são feitas com carnes vermelhas assadas ou grelhadas, que geram caramelização e combinam por semelhança com a cerveja. Molhos mais ácidos, como o de tomate, podem ser ótimos para contrastar com a bebida.

Fotos: Divulgação

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Twitter: http://twitter.com/bardocelso

– Facebook: http://www.facebook.com/bardocelso

– Foursquare: http://foursquare.com/bardocelso

– YouTube: http://www.youtube.com/bardocelso

– Orkut: Comunidade eu frequento o Bar do Celso

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

15 comentários em “O inverno pede uma cerveja Bock (coluna Bar do Celso e CervejaCast 14)”

  1. Valeu Luís!!!!Vou mostrar essa matéria para todos os meus conhecidos que me zoam porque eu gosto da Kaiser Bock. Bom saber que vai bem com um churrasco.

  2. Celso, quais das opções seria melhor para ser apreciada “sozinha”, sem necessariamente com comida junto, ou algo mais leve que carne vermelha ?

    Abraço

  3. Vagão, todas vão bem também sozinhas, sem comida. Sobre uma outra combinação, poderia ser carna suína também, salames e outros embutidos, ou, por contraste, com sabores mais ácidos, como tomate, saladas com vinagre balsâmico e coisas assim 😉

  4. Patrícia Tiyemi

    Olá! Você sabe se vai haver algum evento pra comemorar o Dia Internacional da Cerveja aqui em Curitiba? Obrigada! 🙂

  5. Olá, Patrícia. Não existe oficialmente um Dia Internacional da Cerveja. Nem há nenhuma festa prevista com esse nome. Acontece que, informalmente, o pessoal diz que toda a sexta-feira é Dia Internacional da Cerveja. É uma piadinha. Espero ter ajudado. Abraços

  6. Simplesmente ADORO cervejas bocks. Desenvolvi este paladar por meio do meu pai. Por isso quando é pra tomar uma bock a melhor companhia com certeza é ele!! =)
    O gosto mais caramelizado tem tudo a ver com esse inverno curitibano. A minha dúvida é: combinam com massas tipo lasanha ou pizza 4 queijos???

  7. Poderia ter um post especial para o Dia dos Pais com dicas de cervejas de acordo com o temperamento do pai e os acompanhamentos ideais, o que acha Celso?

    Porque tomar cerveja, ou melhor apreciar, com uma companhia especial como a do pai é maravilhosa!! =)

  8. Olá, Ju. Que bom que gostou. Sobre a massa, originalmente ela é neutra para harmonização. O que lhe dá sabor é o molho. Para Bocks, os mais indicadas para um boa harmonização são os molhos como tomate ou com carnes. Indico ao sugo e bolonhesa, para ser simples e gostoso. Sobre o Dia dos Pais, fiz isso ano passado. Vou tentar fazer novamente. Obrigado pela dica e pelo contato 😉

  9. teresa schiel

    adorei tudo isto e viva a cerveja , parabens pelo empenho, um dia vou ai curtir uma cerveja, bjs Teresa

  10. João Gabriel Margutti Amstalden

    O Panela de Malte recomenda Salvator com sanduba de Pernil Acebolado. E no último post, figurou uma harmonização com a kaiser Bock!
    Grande abraço!

  11. Belas indicações, pena que ficamos de fora. Conforme você comentou, a Bock é boa em qualquer época do ano, por isso somos a única cervejaria do Brasil que fabrica Bock o ano inteiro. Além disso foi premiada este ano com medalha de bronze no Australian International Beer Awards. Fica a dica para as próximas vezes

  12. Olá, Paulo. Infelizmente, o espaço é reduzido. Não cosegui colocar todas. A Bierland não entrou, nem outras tão boas quanto as que estão aí. É uma seleção por amostragem. Mas outras oportunidades de falar das excelentes cervejas de vocês vão aparecer, com certeza. Assim como já falei no lançamento da Vienna, Imperial Stout e na premiação do Australian Beer Awards. Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *