Sistema de envase móvel em lata chega ao Brasil

O mercado de cervejas especiais vai ganhar mais um aliado para as suas produções. A empresa Dalata Mobile Canning Service inicia em dezembro o serviço de envase móvel em latas, ou seja, direto na fábrica do cliente. Rodrigo Fernandes da Costa, sommelier de cerveja e um dos donos da empresa, trouxe a ideia dos Estados Unidos visando as pequenas e microcervejarias.

>> Cerveja artesanal em lata, rola? Empresários falam do preconceito contra a embalagem

Olhando de longe o processo parece simples, mas exige bastante cuidado. O equipamento é montado diretamente na fábrica do cliente. De início se dá o processo de sanitização, para então começar o envase. Logo depois, é feita nova sanitização e desmontagem dos aparelhos. Tudo isso com garantia de controle de qualidade, diz Rodrigo. Confira abaixo um vídeo do processo de envase móvel acelerado:

As maiores vantagens ficam por conta da qualidade do produto e diminuição do custo do transporte. Rodrigo explicou que é possível uma redução de 35% no valor da distribuição, por conta da diminuição do peso e do tamanho da embalagem. As latas também conservam melhor, pois o “oxigênio e a luz UV são os maiores inimigos da cerveja. Ela deve durar mais na lata em comparação com a garrafa, dentro das mesmas condições de tratamento (pasteurizadas) ”, assegura Rodrigo.

dalata equipamento

Outro ponto a favor das latinhas é o seu alto teor de reciclagem. Segundo a ABAL (Associação Brasileira do Alumínio) e a ABRALATAS (Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade) o Brasil é o líder em reciclagem de latas de alumínio para bebidas, atingindo a índice de 98,4% em 2014. Isso significa que foram recicladas no ano passado 22,9 bilhões de embalagens. Além disso, a reciclagem da lata de alumínio para obtenção de uma nova embalagem reduz em 70% as emissões de C02 e em 71% o consumo de energia.

dalatabrasil latinhas

A Empresa

A Dalata oferece um pacote de serviços para o cliente, desde a lata até a caixa para o armazenamento e transporte. É a primeira empresa no Brasil a disponibilizar o serviço móvel. O volume inicial para contratação é de 1000 litros, o que significa 1 hora de trabalho da máquina. O custo pode ser parecido com o da garrafa, mas segundo Rodrigo varia de acordo com a quantidade a ser envasada, bem como o regime de impostos praticado. “Depende muito do volume a ser envasado, tamanho da lata, quantidade de rótulos comprada e regime tributário do cliente. Quanto maior o volume, e mais rótulos ele comprar (para estocar para próximos envases) menor o custo unitário”, afirma.

dalata rodrigo

As operações da Dalata começam em dezembro e algumas cervejarias já estão agendadas. Quem quiser fazer contato é só acessar o site da marca no link acima e solicitar um orçamento.

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

2 comentários em “Sistema de envase móvel em lata chega ao Brasil”

  1. Pingback: Cerveja artesanal em lata, rola? Empresários falam do preconceito contra a embalagem - BarDoCelso.com

  2. Andre Almeida

    Gostaria de conhecer melhor o projeto de vcs (linha de envase). Tenho a ideia de fazer algo similar aqui no Rio de Janeiro na região serrana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *