Artigos

Vodka preta tem gosto suave e é perfeita para drinks

By 19/11/2008abril 18th, 20208 Comments

Ganhei no meu aniversário desse ano uma garrafa da Blavod, vodka escura lançada na Inglaterra em 1998 mas que só ha pouco tempo chegou em terras tupiniquins. Mas só experimentei nesse fim de semana, depois de ficar olhando para ela mais de meio ano. O namoro valeu a pena. Não me decepcionei.

A grande novidade da Blavod é ser preta. O que lhe dar um ar jovial (e os jovens com certeza são seu publico principal) e a torna ideal para elaborar drinks bem diferentes (veja algumas sugestões no site oficial da bebida). Aparentemente, a vodka é menos densa e, se colocada nos drinks com cuidado, não se mistura totalmente. Isso cria um interessante efeito bicolor.

O que lhe dá essa cor é uma erva asiatica chamada Catechu, famosa por ser emagrecedora, adicionada no processo de fabricação. Mas não. Ela não emagrece, infelizmente. O efeito é apenas estético. A Blavod tem tantas calorias como qualquer outra vodka, em média 126 por dose de 50 ml.

O interessante é que mesmo com a erva, o sabor não é alterado. É uma vodka premium, triplamente filtrada, de muita qualidade. Lembra o jeito da Stolichnaya, vodka russa muito boa também. Seu gosto é bastante sutil, suave, não “arde” na boca e é bastante cremosa. O cheiro é quase inexistente, sobrando apenas um leve ar de álcool. Quando degustei estava meio quente, mas se repousar algum tempo no congelador sua cremosidade com certeza vai aumentar bastante.

Recomendado.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

8 Comments

Leave a Reply