Artigos

12 benefícios da cerveja para a saúde

By 07/04/2015abril 18th, 2020No Comments

Muitas pessoas sabem que a cerveja é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo, mas você sabia que essa bebida além de gostosa pode ser saudável? É isso mesmo! Alguns cientistas pelo mundo ressaltaram os possíveis benefícios da cerveja, com e sem álcool, na saúde cardiovascular, obesidade, nutrição e prevenção do envelhecimento celular. Uma ótima notícia para comemorar hoje, dia 7 de abril, considerado o Dia Mundial da Saúde, e amanhã, 8 de abril, Dia Mundial de Combate ao Câncer.

No entanto, um alerta! Os diversos benefícios abaixo só serão aproveitados se a bebida for consumida com MODERAÇÃO! O exagero nunca é bom. A média de consumo seguro varia conforme a pesquisa e as fontes, mas não ultrapassa um litro de cerveja para homens e meio litro para mulheres.

E lembre-se: se beber, não dirija!

A cerveja e a saúde

“O consumo moderado de cerveja junto a uma dieta saudável, como a mediterrânea, ajuda a prevenir complicações cardiovasculares maiores como o infarto do miocárdio ou o acidente vascular cerebral e ainda problemas respiratórios”, afirmou o médico Ramón Estruch, do Hospital de Clínic de Barcelona.

A cerveja também proporciona reidratação aos atletas após a realização de exercícios, pois ao contrario de outras bebidas alcoólicas, ela apresenta pouca quantidade de álcool e muita quantidade de água (em média 90%) e potássio, capaz de reidratar esportistas. Dado que o exercício prolongado aumenta o risco de doenças nas vias respiratórias superiores, a cerveja se coloca como um complemento alimentar propicio a reduzir inflamação e infecção, já que contem compostos polifenóis.

“Na cerveja, encontramos até 50 tipos de polifenóis que, ingeridos pelo organismo, tem efeitos benéficos sobre a pressão arterial e que podem reduzir os riscos de ter AVC e câncer, devido a suas propriedades antioxidantes”, explica Rosa Lamuela, da Universidade de Barcelona.

O lúpulo é uma planta que pode gerar benefícios para a saúde

Um dos responsáveis pelos efeitos positivos da bebida é o lúpulo, uma planta que é um conservante natural e responsável pelo amargor, dando sabor característico à cerveja. Uma pesquisa publicada na revista Chemistry & Biodiversity comprovou que o lúpulo também é utilizado como composto medicinal no tratamento de insônia, nervosismo, dor de cabeça e falta de apetite, além de possuir ação anti-inflamatória. Através de testes feitos com ratos em laboratórios, mostrou-se também que a aplicação do extrato de lúpulo em uma linhagem de células mamárias atuou na prevenção no desenvolvimento do câncer de mama. As células cultivadas em laboratório eram mais propensas a desenvolver esse tipo de câncer e o teste mostrou que o lúpulo é capaz de inibir a formação de algumas substâncias que favorecem o aparecimento de tumores, além de dificultar a transformação das células em ameaças cancerígenas.

Outro benefício comprovado foi a ação neuroprotetora, pois o principal flavonóide presente na planta, o xanthohumol, mostrou-se capaz de melhorar o fluxo sanguíneo cerebral e inibir formação de coágulos. A experiência, que durou 20 semanas, mostrou que o lúpulo foi capaz ainda de reduzir o tamanho das células gordurosas e do acúmulo de gordura no fígado. O extrato de lúpulo também melhorou a intolerância à glicose, contribuindo para evitar o desenvolvimento de diabetes.

Uma pesquisa realizada na Austrália, com cerca de 85 mil pessoas, de idades variadas, durante 30 anos, e conhecida como Adelaide (nome em referencia à cidade onde foi realizada), é fonte de estudo para experiências cientificas relacionadas aos benefícios do álcool para a saúde.

Malte

Confira as características da bebida que podem ser benéficas:

VITAMINAS: a cerveja contém vitaminas e algumas delas são responsáveis por sintetizar moléculas de lipídio e queimar carboidratos. A cerveja é considerada uma fonte de vitamina do grupo B, especialmente a vitamina B6 e vitamina B9, que são importantes na proteção do organismo contra doenças cardiovasculares. Um consumo moderado de cerveja, de acordo com um estudo holandês, pode ajudar a aumentar o teor de vitamina B6 no sangue.

ANTIOXIDANTES: os compostos fenólicos e antioxidantes presentes em seus ingredientes (cereais e lúpulo) ajudam na área cardiovascular. O principal composto fenólico, o ácido ferúlico, traz benefícios como a manutenção de níveis saudáveis de colesterol e proteção contra o risco de câncer e diabetes. De acordo com Eric Rimm, pesquisador de Harvard, as bebidas alcoólicas podem aumentar o bom colesterol se ingeridas em quantidades moderadas.

MINERAIS: encontrado em quantidade razoável, o magnésio possui função essencial na contração muscular e na composição sanguínea. Esse mineral em associação com o potássio, também encontrado na cerveja, é componente tão importante quanto o cálcio para a manutenção de bons níveis de densidade óssea. Por ser fonte de ácido ortosilicico, que favorece o desenvolvimento dos ossos, é aliada a prevenção da osteoporose.

AUXILIA NO COMBATE A GRIPE: um estudo japonês publicado na revista científica Medical Molecular Morphology comprova que o lúpulo presente na cerveja possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, capazes de inibir a multiplicação do vírus respiratório, contribuindo também para a prevenção da pneumonia.

BENEFÍCIOS PARA OS RINS: um estudo realizado na Finlândia mostrou que consumir cerveja pode ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de pedras nos rins em até 40% e tem um impacto menos negativo sobre os rins do que outras bebidas alcoólicas.

MELHORA A CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA: de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Harokopio, na Grécia, beber cerveja além de ser bom para o coração ajuda a melhorar a circulação sanguínea, especialmente tornando mais flexíveis as artérias. Esses benefícios são devidos aos princípios antioxidantes presentes na bebida.

FAVORECE O EQUILÍBRIO GASTROINTESTINAL: o processo de fermentação da cerveja insere probióticos à composição da bebida, elementos que favorecem o equilíbrio desse sistema, evitando que patógenos se multipliquem. Acrescenta ainda função reguladora da ação da bactéria helicobacter pylori, cuja ação infecta a mucosa estomacal, podendo causar úlceras, gastrites e alguns tipos de câncer.

É FONTE DE CARBOIDRATO COMPLEXO: os carboidratos presentes na bebida são provenientes de seus cereais e, dentro de uma alimentação equilibrada, contribuem para o alcance da recomendação diária de energia sem prejudicar a saúde.

REDUZ O RISCO DE ALZHEIMER: um estudo realizado na Espanha, e que foi publicado na revista Food and Chemical Toxicology, sugere que o teor de silício presente na cerveja pode ajudar a proteger contra possíveis efeitos de deterioração de alumínio no cérebro, que em estudos anteriores, foi relacionado ao risco de doença de Alzheimer. O risco de apresentar alguma doença mental também é diminuído em 20%.

AJUDA A TRATAR INSÔNIA: para quem sofre de insônia, beber um copo de cerveja antes de ir para a cama pode ajudar, pois o teor leve do álcool contido na bebida age como uma leve ação sedativa, enquanto o efeito soporífero atribuído ao lúpulo ajuda a relaxar.

FAVORECE A DIMINUIÇÃO DA ARTRITE: A artrite reumatóide também popular como RA, é essencialmente a inflamação de articulações que podem ocorrer em idade bem precoce. Os sintomas iniciais incluem vermelhidão, dor em articulações e inchaço. Porém, é possível conter a mesma com auxílio da cerveja, dieta balanceada e exercícios adequados.

REDUZ A ANSIEDADE E O ESTRESSE: de acordo com um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, beber 2 copos de cerveja por dia pode ser um antídoto útil para reduzir a ansiedade e o estresse, especialmente se eles estão relacionados com a sua situação no trabalho.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

Leave a Reply