Breaking News
Home » Reportagens » Cervejaria Landel: ciganos donos dos tanques que conquistaram o mercado

Cervejaria Landel: ciganos donos dos tanques que conquistaram o mercado

Com cara, coragem, pouco investimento e muito planejamento os três apaixonados por cerveja Marcelo da Costa, Bruno Cardoso e Samuel Faria construíram a cervejaria Landel. Uma cigana que não precisa agendar com dono para produzir, uma marca muito carismática, ótimas parcerias e o objetivo de produzir cerveja boa, leve e barata é o que compõe a base dessa cervejaria. Como eles chegaram lá? Largando tudo e analisando muito.

“Estávamos mais ou menos no mesmo momento, cansados do que a gente fazia (como profissionais), queríamos fazer alguma outra coisa. E foi na Brasil Brau de 2013, depois de muita cerveja, a gente resolveu que ia começar fazer alguma coisa juntos”, conta Samuel Faria. E foi assim que a vontade da cervejaria nasceu nos três. Depois de muitas brassagens caseiras, realizadas na casa do Bruno, em Campinas, eles tomaram a decisão de abrir a Landel. “Foi um negócio novo e tudo aconteceu muito rápido até montarmos a cervejaria”. Todos largaram os empregos, Samuel vendeu o bar que tinha em Vitória e mudou para Campinas. De julho de 2013 até novembro do mesmo ano eles se dedicaram ao planejamento de negócios. “Primeira coisa que decidimos foi que precisávamos largar tudo e nos dedicarmos 100% para montar a cervejaria”, afirma Samuel.

Depois de convencer o dono da Cervejaria Universitária a aceitar o modelo de negócio que eles haviam desenvolvido – ter seus próprios tanques dentro de uma cervejaria ao invés de se submeter ao modelo cingano de terceirização – a Landel nasce em dezembro de 2013. Com 2 tanques e os insumos da primeira brassagem eles fizeram uma Session IPA, a cerveja favorita dos 3 sócios. “A gente não achava que seria a cerveja que venderia mais, fizemos porque gostávamos de beber. Pensamos que a dry hopping German Pils venderia mais”, conta Samuel. Com mil litros da cerveja pronta eles inciaram as vendas, de porta em porta de bar.

“Fizemos de tudo para divulgar, fomos em todos os eventos que tinham, até para a Brasil Brau nós fomos, mesmo sem produção suficiente”, lembrou Samuel. “Fazemos muito evento para nos aproximar do consumidor final, para mostrar a qualidade do nosso produto”. Com pouco dinheiro para investir o melhor caminho encontrado foi firmar parcerias para conseguir deslanchar a marca.

O modelo se mostrou viável e as pessoas começaram a reconhecer a Landel. Foi então que foram em busca de outras fábricas para produzir. “Em Itatiba, achamos uma fábrica que estava parada, pois o empresário não tinha conhecimento. Entramos com nosso know how para ele, ele nos deu um preço mais competitivo, e estamos produzindo lá até hoje. E aí nos aplicamos sempre esse modelo de parceria de ganha-ganha”, revela Samuel.

É assim eles conseguem viabilizar o negócio que eles desenharam lá no começo, explica Samuel. “Produzir uma cerveja leve, com personalidade e com preço acessível. Tanto é que as pessoas não entendem como a gente é cigano”. De tanques nas fábricas eles possuem 34 mil litros, mas não revelam a quantidade produzida por mês. São três chopes de linha, sendo a Session IPA a mais vendida,e todo mês é fabricado um sazonal.

No último mês comemoram 3 anos da Cervejaria Landel com o Growler Day, trazendo o consumidor para dentro da fábrica para encher o growler com preços bacanas. A cada três meses eles também tem o evento chamado Quanto Vale. “Um artista que pinta nossa fachada, o material é bancando pela Landel e o artista ganha um local para expor”, explica Samuel.

E durante 2017, vem coisa nova por aí? “ 2017 esperamos uma retomada na economia e teremos muitas novidades por aí. Novas parcerias sendo abertas para que cheguemos mais próximos do nosso objetivo, que é viver de cerveja”, finaliza Samuel.

Este post é um Publieditorial realizado por meio do patrocínio da Cervejaria Landel na festa de 10 anos do BarDoCelso.com. Para consultar nossas oportunidades comerciais, entre em contato por e-mail.

About Nadya Romanowski

Nadya Romanowski, jornalista e sommelier de cerveja que faz das cervejas especiais o motor de sua vida pessoal e profissional. Levanta a bandeira “beba menos, beba melhor” para quem quiser ver. Não defende rótulos e não tem preconceito com estilos. Sem frescuras, apenas bom gosto.

Check Also

Qual cerveja artesanal de Curitiba você é?

No aniversário da capital paranaense  resolvemos fazer uma homenagem a cerveja curitibana criando um quiz. …