Cervejas com frutas para espantar o calor com sabor

[Olá, pessoal. Essa é a coluna Bar do Celso sobre cervejas com frutas publicada na quinta-feira (13) na revista Bom Gourmet, suplemento gastronômico da Gazeta do Povo. Espero que gostem.]

Cervejas com frutasNo universo das cervejas especiais existem diversos rótulos que unem refrescância e sabor. Afinal, não é preciso abrir mão de um para ter o outro. Entre elas estão as Fruit Beers, cervejas com frutas. E são ótimas opções para quem está entrando nesse mundo sedento por novas experiências.

Fruit Beer é toda a cerveja que é feita com adição de frutas ou extrato de frutas, podendo ter diversos estilos tradicionais como base. São normalmente refrescantes, porque além do sabor e dulçor, trazem acidez para a bebida. As melhores cervejas desse tipo conseguem equilibrar de maneira agradável e harmoniosa esses elementos. Quando for escolher a sua, leia bem o rótulo e verifique qual é a fruta e o estilo-base, pois é nessa união que a mágica acontece. Ao degustar, preste atenção nos aromas típicos da fruta, do estilo da cerveja e como os sabores interagem na boca. E, claro, no dulçor inicial e na sensação refrescante que a acidez deixa após o gole.

Cervejas com frutasÉ importante saber também que há outros estilos mais específicos de cervejas com frutas que têm características próprias. Há, por exemplo, as Fruit Lambics, nome dado apenas àquelas produzidas com frutas por meio de fermentação espontânea na região do Vale do Rio Senne, na Bélgica. As cervejas ácidas de outros lugares são chamadas de Sour Ales, e também podem levar frutas. Em ambos os casos, o gosto é muito mais ácido que as Fruit Beers convencionais, pois há bactérias e leveduras específicas trabalhando na fermentação.

Voltando às Fruit Beers, bons exemplares são as belgas Delirium Red e Kasteel Rouge, feitas com cereja, e Bacchus Frambozenbier, com framboesa. Da Inglaterra, você pode experimentar a Meantime Raspberry. Entre as nacionais, a Amazon Beer é uma cervejaria de Belém do Pará que se dedica a fazer cervejas com frutas amazônicas. Experimente a Witbier com taberebá e Red Ale com priprioca. Do Rio Grande do Sul vem a Coruja Baca, Amber Lager com pitanga. Do Paraná, a Bodebrown produz sazonalmente a Cerveja do Amor, uma Weizenbier com amora, que deve voltar ao mercado agora em março. Sazonal também será daqui para frente a Colorado Titãs, Brown Ale com laranja feita pela cervejaria de Ribeirão Preto para a banda.

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Instagram

– Facebook

– Google+

– Twitter

– Foursquare

– YouTube

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *