Artigos

Cervejas de protesto: rótulos que mostram mais que uma cerveja

By 19/04/2016abril 18th, 2020No Comments

As questões políticas não são mais exclusividade das páginas dos jornais. Os cervejeiros também estão estampando seus rótulos com temas políticos, alguns utilizando humor para abordar questões que geraram polêmica. As cervejas de protesto são uma tendência que começou com cervejarias internacionais, como a famosa Brewdog, e já estão no Brasil com pequenas cervejarias, como a Beertoon e a Pé Na Porta.
O rótulo satírico da Brewdog foi lançado com a Hello, My Name Is Vladimir em protesto contra os atos homofóbicos que aconteceram na Rússia durante as Olimpíadas de inverno de 2014. A imagem mostra o presidente Vladimir Putin em uma montagem que tem como referência o quadro de Andy Warhol Marilyn Monroe. Considerada umas primeiras cervejas de protesto, a Brewdog afirmou que foi ela foi muito bem recebida pelo seu público. Uma imagem do cervejeiro segurando uma caixa da Hello, My Name Is Vladimir endereçada ao presidente russo ganhou notoriedade nas redes sociais.

HELLO-MY-NAME-IS-VLADIMIR-BEER- cervejas de protestoHello, My Name Is Vladimir – Brewdog
Estilo: Double IPA
Volume: 330ml
Teor Alcoólico: 8,2%
Origem: Escócia

Por aqui, quem recebeu uma caixa de uma das cervejas de protesto brasileira foi o juiz Sergio Moro, que é responsável pelo processo da Lava Jato. A Delação Premiada, uma India Pale Lager produzida pela cervejaria Beertoon, foi entregue como forma de apoio ao juiz pelo Leo Cerqueira, diretor administrativo da cervejaria. A ideia veio do chargista e sócio da Beertoon, Ique. “Como o conceito da marca Beertoon é baseado no humor, na irreverência e na atualidade, criar um rótulo que falasse de política era o caminho natural. Até porque é na mesa do bar onde as questões da humanidade são discutidas, são debatidas “, explica Ique. O termo se transformou no nome da cerveja visando também a notoriedade que ela ganharia. “A Delação Premiada se transformou no fato mais importante de toda a história da política nacional. Ela já faz parte do dia-a-dia do brasileiro, e transformar esse fato em rótulo bem humorado de cerveja, não só nos colocaria up to date com a atualidade, como teríamos o nome de nossa cerveja lembrado o tempo todo em todos os lugares, em todas a mídias “, afirma Ique. E a estratégia tem funcionado, de acordo com Leo Cerqueira as vendas da cerveja dispararam depois dos últimos acontecimentos.

Delação premiada cervejas de protesto

Delação Premiada – Beertoon
Estilo: India Pale Lager
Volume: 500ml
Teor Alcoólico: 5,1%
Origem: Volta Redonda – RJ

Em Curitiba, a cervejaria cigana Pé Na Porta foi criada já com o propósito de trabalhar a temática política. O sommelier  de cervejas e cervejeiro caseiro André Soares quem desenvolveu a receita e o conceito da cerveja Impeachment. “Sempre tive vontade de lançar minha cerveja, e a cervejaria Pé Na Porta é um manifesto contra a corrupção e descrevemos isso no próprio rótulo da Impeachment”, relata André. A cerveja foi produzida pela cervejaria Pfau, na capital paranaense e lançada no final do ano passado. Mesmo com os dizeres “Fora Dilma” de maneira censurada, pois essa seria a primeira opção de nome, André afirma ser apartidário. “Não sigo nenhum partido , estou apenas cansado de ver e ouvir é que fomos roubados desde sempre”, explica André.

impeachment cerveja

Impeachment – Pé na Porta
Estilo: Munich Helles
Volume: 330 ml
Teor Alcoólico: 4,9%
Origem: Curitiba – PR

E não é somente no Brasil que os fundadores de cervejarias demonstram insatisfação em seus rótulos contra políticos. Uma das cervejas de protesto criada nos Estados Unidos vem da 5 Rabbit Cervecería, uma cervejaria inspirada na cultura da América latina localizada em Chicago, que lançou o rótulo Chinga Tu Pelo, algo como Dane-se Seu Cabelo(numa tradução livre e comportada). Ela representa uma indignação contra Donald Trump, que concorre para ser candidato republicano nas eleições presidenciais dos EUA, depois de suas declarações ofensivas contra os imigrantes ilegais mexicanos. Anteriormente essa mesma cerveja era produzida oficialmente para a Trump Tower, e chamava-se Trump Golden Ale. O cervejeiro Andrés Araya não achou que suspender o rótulo seria suficiente, por isso a rotulou como Chinga Tu Pelo. Em entrevista para a revista All About Beer, Andrés afirma que não faz sentido parar com a produção, mesmo recebendo críticas negativas de alguns dos fãs de Trump. “O problema ainda existe (preconceito contra imigrantes latinos) e é muito importante chamar a atenção para ele. Estamos protestando da melhor maneira que sabemos como, e isso é através da cerveja”, lembrou Andrés.

cervejas de protesto chinga tu pelo

Chinga Tu Pelo – 5 Rabbit
Estilo: Summer Golden Ale
Teor Alcoólico: 4,8%
Origem: Estados Unidos

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

Leave a Reply