Notícias

Fim de semana frio? Que tal um quentão?

Divulgação
Está passando frio? Que tal um quentão para esquentar?

Dia desses no shopping rodei toda a praça de alimentação três vezes para poder achar meu objeto de desejo naquele momento: um quentão. Poxa, com esse frio todo mundo deveria estar fazendo esse que é um dos hot drinks mais populares. E ainda assim o que consegui estava muito ruim.

Bem, lembrei então de resgatar e transmitir aqui para vocês um dos posts que fiz na velha sede do Bar do Celso, no blogspot , sobre a bebida. Sim, vou passar a receita! Mas antes, um pitaco sobre as calorosas discussões que envolvem a bebida.

Talvez o ponto mais polêmico seja: com ou sem vinho? Sim, existe esse detalhe. Para quem não é do Sul do país, quentão é bebida feita de cachaça quente e temperos. O vinho quando preparado dessa forma é vinho quente. Para os sulistas, quentão é vinho com especiarias e a receita mais tradicional também leva cachaça. Sabemos o que é um vinho quente. Mas para nós, ele não leva gengibre, canela e outros elementos.

Qual é o certo? Bem, não há certo. Apenas diferenças e adaptações, na minha opinião. O mais certo para cada um é aquele do qual mais gostar. E tenho dito.

Historicamente, há algumas versões para explicar o surgimento da bebida. A que eu conheço, diz que o quentão é parente do grogue (bebida feita de destilado e água quente, basicamente) e chegou ao Brasil com os marujos portugueses. Na falta de outro destilado, eles usaram cachaça na mistura. Os negros adicionaram o gengibre. E deu no quentão.

Mais tarde ainda foram acrescentados a canela e o cravo, além de pedaços e cascas de frutas cítricas, como limão, laranja e até tangerina. Em algum ponto dessa trajetória, alguém adicionou o vinho. Talvez os descendentes italianos.

Como eu disse, variações não faltam. Existe até o quentão sem álcool, que não leva cachaça e usa vinho sem álcool. Vou dar duas receitinhas para vocês prepararem a bebida. Com e sem vinho.

Quentão de cachaça

– 1 garrafa (aprox. 600ml) de cachaça;
– a mesma medida de água;
– 500 g de açúcar;
– 50g de gengibre picado;
– 6 cravos ou a gosto;
– 3 ramas de canela ou a gosto;
– casca de duas laranjas;
– casca de um limão.

Modo de preparo

Numa panela caramelize levemente o açúcar. Após, adicione a água, a canela, os cravos e as cascas de frutas. Faça uma espécie de um chá. Quando levantar fervura, abaixe o fogo e cozinhe entre 10 e 20 minutos, para soltar bem o gosto dos ingredientes na mistura. Retire do fogo e adicione a cachaça. É importante retirar do fogo, senão há risco de incendiar o fogão!

Logo após, coloque novamente a bebida no fogo até levantar fervura e sirva. Caso prefira, passe a mistura num filtro de papel para retirar os pedaços dos ingredientes antes de servir.

Quentão com vinho

– 1 garrafa (aprox. 750 ml) de vinho tinto suave;
– a metade da medida de água;
– 1/4 de garrafa de cachaça, ou a gosto;
– 1 xícara de açúcar (1/2 xícara se o vinho for muito doce);
– casca de duas laranjas;
– casca de um limão;
– 50g de gengibre picado;
– 6 cravos ou a gosto;
– 3 ramas de canela ou a gosto;

Modo de preparo

Siga os mesmos passos da receita anterior. Quando o chá estiver pronto, adicione o vinho e aqueça até levantar fervura. Em seguida, retire do fogo e adicione a cachaça. Leve ao fogo novamente até levantar fervura. Atente que a proporção da bebida depende muito do gosto. Quem prefere mais forte, pode acrescentar até meia garrafa de cachaça para cada garrafa de vinho.

Dicas

– Use cachaça da branca: a amarelada normalmente é envelhecida em tonéis de madeira, e pode deixar o gosto um pouco alterado;
– Gengibre: quanto menor os pedaços, mais gosto da raiz fica na bebida.
– Frutas: procure não usar as partes brancas (internas) da casca do limão e da laranja. Elas amargam a bebida.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas

4 Comments

  • Vicentina disse:

    Olá Celso
    O quentão que sempre conheci é feito de vinho, isso porque fui criada em Curitiba. Mas meus pais são do interior do estado e garantem que Quentão é feito de cachaça, dizem que quentão de vinho é coisa de curitibano. Minha mãe fez então o seu quentão de cachaça, lhe garanto… Uma delicia. Então na duvida fico com os dois, embora com gemada só combine o nosso velho Quentão curitibano (vinho).

  • Antonio disse:

    Tomei o maior susto quando, há alguns anos atrás, fui a uma festa junina em Londrina e quando pedi um quentão, veio uma bebida clara. Só ai descobri o quentão feito só de cachça. E não consegui convencer os pés vermelhos que o meu é que era o verdadeiro. Mas ainda prefiro o de vinho, o qual faço quase todo fim de semana de inverno, com uma receita um pouco mais simples que a tua.

  • Ewandro disse:

    Não esqueça a versão com Ki-Suco, sempre servida nas festinhas do colégio guaíra, ali no rebouças.

  • PEDRO PRIMITIVO GIRARDI disse:

    EU TIVE Á HONRA DE TRABALHAR NO RESTAURANTE POTE CHOPP NO CENTRO DE CURITIBA POR 36 ANOS (NO QUAL ME APOSENTEI) E TIVE A SATISFAÇÃO DE CONHECER CENTENAS DE PERSONALIDADES ,POLITICAS, ARTISTAS, E DE FUTEBOL ALEM DE EMPRESÁRIOS DE TODOS OS SETORES…E NO MEU CONHECIMENTO QUE EU TIVE LÁ APRENDI Á FAZER UM QUENTÃO QUE ERA UM SUCESSO,FAZIA FILA PARA TOMAR..POIS CURITIBA FAZIA MUITO FRIO…ÉRA VINHO TINTO SECO,GENGIBRE,GRASPA,LARANJA FATIADA COM CASCA,AÇUCAR Á GOSTO, E UMAS FATIAS DE LIMÃO COM CASCA,.

Leave a Reply