Suco pode engordar mais do que álcool!

Essa boemia news é para desmitificar o mito que álcool engorda muito. Antes de mais nada é necessário dizer que todo o alimento e bebida engorda. A questão sempre foi o quanto. E isso depende da absorção do organismo. A novidade é que, segundo pesquisa da Johns Hopkins School of Medicine, bebidas engordam mais do que comida. Isso está ficando complexo? Calma, eu explico.

Durante 18 meses os pesquisadores reduziram o consumo de bebidas e de comida de dois grupos. No grupo que a bebida foi tirada, ao final de seis meses, houve perda de meio quilo. No grupo em que a comida foi restrita houve um quinto de perda de peso a menos. “A hipótese é que regulamos melhor a ingestão de calorias sólidas do que de líquidas. Isso significa que é mais fácil exagerar quando bebemos do que quando comemos”, disse à Folha Benjamin Caballero, professor da Johns Hopkins e líder do estudo.

E o álcool? Segundo a pesquisa, as bebidas alcoólicas tem um processo de absorção diferenciado e não exerceram influência significativa na perda de peso. Isso porque o organismo não tem capacidade de transformar o álcool presente na bebida em gordura. Mas bebidas fermentadas e coquetéis tem outras substâncias além do álcool que podem oferecer calorias absorvíveis. “No caso do vinho ou cerveja, por exemplo, metade das calorias são normalmente absorvidas pelo organismo”, lembra Mancini. Os coquetéis oferecem calorias por meio do açúcar e de outros ingredientes utilizados na preparação.

Sendo assim, um suco calórico, como o de laranja, que contém 300 calorias em 240 ml, pode engordar mais do que uma taça de vinho tinto seco, que tem 60 calorias em 125 ml.

Informações da Folha de São Paulo.

Outras notícias

Lei antifumo chega a São Paulo – Na terça-feira passada, dia 7, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou uma lei que proíbe o fumo em lugares fechados. Os bares e outros locais onde costumeramente o público estava acostumado a fumar têm 90 dias para se adaptarem, criando fumódromos, espaços abertos para a prática ou proibindo de vez. A lei é polêmica e divide opiniões. Informações do Ultimo Segundo.

Combinação de bebidas e direção volta aos patamares anteriores a Lei Seca – Segundo pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde, o consumo de bebidas alcoólicas antes de dirigir voltou a ser tão alto como antes da publicação da Lei Seca, que estipulou punição mais rigorosa para a prática. Segundo o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), em dezembro 2,6% dos brasileiros admitiram ter dirigido nos útlimos 30 dias após terem bebido em excesso. Esse número reverte a tendência de queda registrado no meio do ano, que chegou a 0,9% em agosto. Informações do Zero Hora.

nv-author-image

Luís Celso Jr.

Luís Celso Jr. é jornalista e sommelier de cervejas premiado. Também é professor, juiz e consultor de cervejas. Leia mais sobre ele aqui e conheça oClube BarDoCelso.com aqui.

3 comentários em “Suco pode engordar mais do que álcool!”

  1. Então aquela idéia de não poder beber quando está de regime é balela. Vamos beber para emagrecer!
    * Triste o que estão fazendo com os fumantes em São Paulo…

    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *